Pular para o conteúdo principal

Tornado


Tornado: fenômeno que se manifesta pela formação de grande nuvem negra com prolongamento em forma de cone invertido, o qual, torneando em velocidades que podem atingir 500 Km/h desce até à sua superfície, onde produz forte redemoinho e eleva pó, destelha casas, arranca árvores, etc. 
O tornado - calamidade veio nos perversos os loucos, falsos, mentirosos, adúlteros - desobedientes (Jr 23.9-19). 
O Senhor com fúria fez a tempestade e redemoinho (tornado) sobre os perversos (Jr 23.19; 30.23-24). 
A maldição divina (Jr 23.10) dura enquanto houver dureza nos corações. 
Os sacerdotes profetizam da parte dos ídolos na cidade e os outros ainda dão ouvidos. O Senhor acha maldade entre os homens que ficam em volta dos tornados. Se todos estivessem sob a graça de Deus não teriam visto o tornado devastar grande parte da cidade.



Ar, atmosfera. A palavra ruah designa o ar em movimento, seja o sopro do vento (Êx 10.13; Jó 21.18), seja o que sai das narinas (Gn 7.15-22). Ela designa, portanto, a força vital, os pensamentos, os sentimentos e as paixões, nos quais ela se exprime (Gn 41.8; 45.27; 1 Sm 1.15; 1 Rs 21.50) no homem, ela é um dom de Deus (Gn 6.3; Nm 16.2; Jó 27.3; Sl 104.29; Ec 12.7). Ela é também o poder pelo qual Deus age, tanto na criação (Gn 1.2; Jo 33.4; Sl 104.29-30), quanto a história dos homens (Êx 31.3) particularmente pelo órgão dos profetas (Jz .10; Ez 36.28) e do Messias (Is 11.2; Rm 1.9). Deus que forma o vento. Porque é ele que forma os montes, e cria o VENTO e declara ao homem qual é o seu pensamento; e faz da manhã trevas e pisa os altos da terra; Senhor, Deus dos Exércitos, é o seu nome (Amós 4.13). 
Deus forma o vento como tornado pelo seu Espírito que significa vento. O tornado move-se com velocidade cada vez maior e em forma de grandes redemoinhos. O vento forte assusta as autoridades que admira à fúria da natureza e tomados de assombro fogem apressados. Por isso, eis que os reis (autoridades, governos) se coligaram e juntos sumiram-se; bastou-lhe vê-lo, e se espantaram, tomaram-se de assombro e fugiram apressados. 
O terror ali os venceu, e sentiram dores como de parturiente (Sl 47.4-6). 
Com vento oriental destruíste as naus de Társis. As naus de Társis eram as que podiam navegar em alto mar (Ez 27.25). 
Pelo sopro do Senhor, as águas do mar vermelho se dividiram, o caminho foi aberto, virou se terra seca para o povo passar (Êx 14.21; Hb 11.29; Sl 77.16-20). 
O Espírito de Deus mantém o homem vivo na terra. Eis que Deus é o meu ajudador o Senhor é quem me sustenta a vida (Sl 54.4). 
Espírito Santo é para todos os escolhidos viver no céu morada de Deus e seus anjos (Is 66.1; Dn 2.18-19; Mt 5.16; Hb 1.3; Ap 19.11). 
Espírito de Deus se manifesta na natureza e desenvolve a criação de Deus. Os cientistas conhecem cientificamente os fenômenos da natureza pela geografia, meteorologia. Mas não conhecem pelos fenômenos da natureza pela Teologia. Sábio é aquele que reconhece a sua própria ignorância. 
O Senhor do céu e da terra ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelastes aos pequeninos (Mt 1.25; Lc 10.21-22). Os pequeninos são os discípulos (Mt 10.42). A palavra de Deus é loucura para os que perdem a sabedoria de Deus escrita na Bíblia (1 Co 1.18; Rm 1.18; Is 29.14; Sl 33.10). Perdem a salvação são os soberbos que se acham sábios, faltando conhecer a palavra de Deus que têm os verdadeiros motivos. 

A palavra hebraica traduzida por Espírito é vento, sopro ou fôlego. Deus "ASSOPROU" e as casas ficaram em ruínas, os moradores, construíram as suas próprias casas e não fizeram o que Senhor pediu para restaurar ou construir um grande templo para a sua adoração. 

Os moradores da região veem tornados passar e destruir as suas casas. Egoístas construíram as suas casas, ao invés, de construir também um templo de adoração a Deus. 
Constroem casas e também o templo. Trabalhavam para o seu próprio ego, e os dinheiros não sobravam, vestia e nem se aquecia, comia e não saciava a fome. 
O sopro do Senhor destruiu as plantações e as casas. Plantaram muito no campo e esperavam muito colher, e eis que veio pouco por causa do SOPRO do Senhor. Esperastes muito, e eis que veio a ser pouco, e um assopro o dissipei. Porque?-diz o Senhor dos Exércitos; por causa da minha casa, que permanece em ruínas, ao passo que cada um de vós corre por causa de sua própria casa (Am 1.9). 
No NT, o templo para ser edificado é o próprio corpo, o templo do Espírito Santo (1 Co 3.16; 6.19; 2 Co 6.16; Ef 2.20-22), para Deus não assoprar as vossas casas edifica um templo feito por pedreiros, arquitetos e engenheiros civil e também edifica o seus corpos que são templos de Deus para habitar o Espírito Santo. Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós é, sagrado. Em grego o verbo é o mesmo de profanar como destruir. O uso de drogas destrói o próprio corpo ou pecados em suas vidas e profana o seu templo ou corpo que é de Deus. 
O operário que construir o templo resistente receberá a sua recompensa dada por Deus, o Senhor saberá a obra de cada pessoa que fizer direito a obra, o operário terá recompensa (Ag 3.14-17), e o castigo para o operário que fizer à obra mal feita. 
Dizem continuamente aos que me desprezam: O Senhor disse: paz tereis; e a qualquer que anda segundo a dureza do seu coração dizem: Não virá mal sobre vós (Jr 23.17). Porque quem esteve no conselho do Senhor, e viu, e ouviu a sua palavra? Quem esteve atento a sua palavra e a ela atendeu? (Jr 23.18).
Eis a tempestade do Senhor! O furor saiu, e um redemoinho (tornado) tempestuou sobre a cabeça dos perversos (Jr 23.19). 
Não se desviará a ira do Senhor, até que ele execute e cumpra os desígnios do seu coração; nos últimos dias, entende reis (autoridades, governos) isso claramente (Jr 23.20). 
Não mandei esse profeta; todavia, eles foram correndo; não lhes falei a eles; contudo, profetizaram (Jr 23.21). Mas se estivesse no meu conselho, então, teriam feito ouvir as minhas palavras ao meu povo e o teriam feito voltar do seu mau caminho e da maldade das suas ações (Jr 23.22). 
Acaso, sou Deus apenas de perto, diz o Senhor, e não também de longe? (Jr 23.23). 
O Senhor não é um Deus local, limitado a uma pequena região, mas está presente e age sempre em todas as partes (Is 40.28; 41.4). Ocultar-se ia alguém em esconderijos de modo que eu não veja?-diz o Senhor porventura, não encho eu os céus e a terra?-diz o Senhor (Jr 23.24). 
Os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons (Pv 15.3; Jó 34.21; Pv 5.21; 15.11; 16.2; Zc 4.10; Sl 139.1). 
Tenho ouvido aqueles profetas proclamando mentiras, em meu nome, dizendo: sonhei, sonhei (Jr 23.25). Os sonhos podem ser meio através do qual Deus revela a sua palavra (Gn 20.3; 1 Rs 3.5), mas no caso dos falsos profetas os sonhos veem da imaginação (Dt 13.1). 
Até quando sucederá isso no meu coração dos profetas que proclamam mentiras, que proclamam só o engano do próprio coração (Ag 3.26).
Eles pensam que os sonhos que contam vão fazer com que o meu povo me esqueça , assim como os pais deles me esqueceram por causa do ídolo (Jr 23.27). 
O profeta que tem sonho conte o como apenas sonho; mas aquele em quem está a minha palavra fale a minha palavra com verdade. Que tem palha com trigo? Diz o Senhor (Jr 23.28). 
Não é a minha palavra fogo, diz o Senhor, e o martelo que esmiúça a penha (Jr 23.29). 
Eis que eu sou contra esses profetas, diz o Senhor, que pregam a sua própria palavra a afirmam: Ele disse (Jr 23.30). Eis que eu sou contra estes profetas, diz o Senhor, que pregam a sua própria palavra e afirmam: Ele disse (Jr 23.31). Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o Senhor, e os contam, e com as suas mentira e leviandade fazem errar o meu povo; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e também proveito nenhum trouxe a este povo, diz o Senhor (Jr 23.32). 
Quando, pois, este povo, te perguntar, ou qualquer profeta, ou sacerdote, dizendo: qual é a sentença pesada do Senhor? Então, lhes dirá: vós sois o peso, e eu vos arrojarei, diz o Senhor (Jr 23.33). 
Quanto ao profeta, e ao sacerdote, e ao povo que disser: sentença pesada do Senhor, a esse homem eu castigarei e a sua casa (Jr 23.34). Antes, direi, cada um ao seu companheiro e cada um ao seu irmão: Que respondeu o Senhor? Que falou o Senhor? (Jr 23.35). Mas nunca mais fareis menção da sentença pesada do Senhor, porque a cada um lhe servirá de sentença pesada a sua própria palavra; pois torceis as palavras do Deus vivo, do Senhor dos Exércitos, o nosso Deus (Jr 23.36). 
Assim dirás ao profeta: que te respondeu o Senhor: que falou o Senhor? (Jr 23.37). 
Porque dizeis esta palavra: sentença pesada do Senhor havendo-vos eu proibido de dizerdes esta palavra: Sentença pesada do Senhor (Jr 23.38), por isso, levantar-vos ei e vos arrojarei da minha presença, a vós outros e à cidade que vos dei e a vossos pais (Jr 23.39). 
Porei sobre vós perpetuo opróbrio e eterna vergonha, que jamais será esquecida (Jr 23.40). Deus fez a tempestade e o tornado para tirar as pessoas da cidade com opróbrio e vergonha, pelos atos e palavras do povo e dos falsos profetas. 
O Espírito Santo vem através de Jesus e o Espírito de Deus vem para todos, o Espírito Santo sai da pessoa pelo prática dos pecados e a pessoa morre espiritualmente (Ef 2.1; Cl 2.13). 
A pessoa vive pelo Espírito de Deus, vive até quando Deus quiser. Se sair o Espírito de Deus ela morre fisicamente, e depois da morte física, vem à segunda morte eterna o qual os impenitentes ficam no lago de fogo que corresponde o abismo (Rm 1.31; Ap 20.14; 9.17; 20.3-10; 21.8). 
O Espírito de Deus sustenta à vida, o Espírito Santo fica no corpo que é o templo do Espírito Santo, e o Espírito de Deus fica em todos. O Espírito Santo fica nas pessoas que se santifica, e não fica no impuro. 
O Espírito de Deus não age para sempre na vida do homem (Gn 2. 7; 6.3) e todo o homem volta ao pó que foi formado (Gn 3.19; Sl 104.29; Ec 3.20-21). Davi entregou o seu espírito a Deus (Sl 31.5) e Jesus entregou o seu espírito ao Pai (Lc 23.46).
Estevão entregou o seu espírito a Deus (At 7.59). O Espírito de Deus está na origem do ser e da vida. Envias o teu Espírito e eles são criados, e assim renovas a face da terra (Sl 104.30). Deus tem o único Espírito que vivifica. 
Todos os seres humanos são criaturas feitas por Deus, ao nascer respirando o sopro de Deus. E nascendo de novo, quer dizer nova criatura em Deus, nascido de novo, pelo Espírito Santo (Jo 3.3-5). A palavra Espírito em grego significa peneuma vento. 
A vida é o dom de Deus por excelência que Deus oferece aos seres humanos. Essa vida se obtém desde já pela fé em Jesus Cristo (Jo 3.16-36; 5.24). 
A importância deste conceito em João é comparável ao "reino de Deus" nos Evangelhos sinóticos (Jo 5.24; 6.33-54; 20.31). 
O Espírito Santo entrou na vida e no ministério de Jesus (Lc 1.35; 3.22; 4.1). Derramou depois da ascensão de Jesus, quando desceu sobre os crentes (At 2.1-4). 
A Igreja cristã nasce e se desenvolve tendo o Espírito Santo como seu mentor (Jo 14.16-17-26; At 1.8). 
A obra do Espírito é projetada tanto no seio da Igreja (tratando com ela no seu conjunto e com os crentes de forma pessoal) como o mundo. 
O templo de Jerusalém teve épocas de esplendor antes do ano 70 da era, quando foi destruído definitivamente pelos romanos. 
A primeira época corresponde ao templo construído por Salomão. A literatura judaica o considera o Primeiro Templo. Os babilônios o destruíram no ano 587-596 a.C. 
Segundo parece, o templo de Zorobabel era um edifício muito modesto. O que substituiu era, ao contrário, muito esplêndido. Por esta razão, o templo do período de Herodes, na literatura judaica, é designado com o nome de Segundo Templo. 
A construção desse templo e das edificações anexas terminou no ano 64 da nossa era (apenas seis anos antes de ser destruído completamente). 
Salomão construiu o templo (Sl 78.68-69). Os Salmos referem-se constantemente, a Sião e ao seu templo e o chamam de monte santo porque o Senhor escolheu a Sião, preferiu-a por sua morada (Sl 132.13). Deus habita no meio do povo santo (1 Co 3.16-17; 2 Co 6.16; Ef 2.2-22). 
Ele inspira assim novo culto espiritual (Rm 1.9; 12.1), pois os fiéis são os membros de Cristo (1 Co 6.15-20), que em seu corpo crucificado e ressuscitado, tornou-se o lugar da presença nova de Deus e do culto novo (Mt 12.6-7; 26.61; 27.40; Jo 2.19-22; 4.20-21; At 6.13-14; 7.48; Hb 10.4; Ap 21.22).

Os tornados aumentaram pelo aquecimento global praticamente dobrou a frequência dos grandes furacões nas últimas décadas. O número de furacões de categorias 4 e 5, os mais intensos praticamente dobrou desde a década de 70. 
Existe uma relação entre tornado e aquecimento global? 
Ambientes com altas temperaturas fornecem a energia necessária para que os furacões se forneçam e ganhe intensidade. 
O tornado, redemoinho, vento forte, e o Espírito de Deus. O sopro de Deus agitava a superfície das águas (Gn 1.1). 
Vento: Ar em movimento, fenômeno devido, sobretudo ás diferenças de temperatura nas várias regiões atmosféricas. 
Deus irado executou a tempestade e o tornado nos idolatras que encaminham as pessoas a adorar as imagens de escultura. Não se desviará a ira de Deus com tempestade e tornado enquanto houver mentiras, idolatras, perversidade, adultério, falsidade, injustiça. 
A tempestade e o tornado são a fúria do Senhor! O Senhor com fúria fez a tempestade e o redemoinho (tornado) sobre os perversos (Jr 23.19; 30.23). 
Os homens ficam com pavor, tremor e os rostos pálidos (Jr 30.6). Jeremias expressa a sua dor acerca dos falsos profetas (Jr 23.9-11). A terra está cheia de falsos profetas, corrupção, os pastos do deserto se secam, a vida dos adúlteros é má e a sua força não é reta, a terra está cheia de luto. 
Adúlteros: tem o sentido próprio e o figurado, isto é, como referência as práticas de idolatria (Jr 2.20). O adúltero no Antigo Testamento aparece como infidelidade conjugal símbolo de infidelidade a Deus (Jr 3.20; Os 1.2; Mt 12.39).

Ciclone, tufão e furacão são nomes diferentes para um mesmo fenômeno sendo que este último é o termo mais usado em contexto científico. 
O curioso é que essa denominação varia conforme a região: costuma-se chamar de furacão quando acontece na América Central e nos Estados Unidos; e tufão quando aparece no Japão ou na Indonésia. Da mesma maneira que dizemos que só em São Paulo tem garoa. Em outros lugares, é um chuvisco fino, diz o meteorologista Mario Festa, da Universidade de São Paulo (USP). Outra variável pode confundir a questão: qualquer tempestade ou zona de baixa pressão atmosférica pode ser chamada de ciclone. Geralmente, porém, os três termos se referem às mais fortes tempestades que ocorrem na natureza, podendo chegar a 1 000 metros de diâmetro e ventos de, no mínimo, 120 km/h. 
A região central do furacão, conhecida como olho, atinge até 16 km de diâmetro, mas é bastante calma. 
O problema está no turbilhão que a cerca, onde os ventos ultrapassam 300 km/h. Furacões só surgem em mares de águas muito quentes: no mínimo 27 graus centígrados. 
Já os tornados são tormentas muito mais violentas e podem aparecer em qualquer lugar, mas dificilmente duram mais que três minutos. 
O chamado funil, com poucos metros de diâmetro, traz ventos de até 800 km/h, o suficiente para destruir todas as construções que encontrar pelo caminho. 
Uma massa de ar quente e úmido não se mistura facilmente com outra massa de ar frio e seco. Quando elas se encontram em alta velocidade, vindas de direções opostas, o ar quente é lançado para o alto, se condensa e inicia uma tempestade. 
No momento de impacto, as duas massas começam a girar para perder velocidade. No centro da tempestade onde a rotação é mais intensa surge um funil que chega até o solo. 
A velocidade do vento é suficiente para destruir casas e lançar carros aos ares. 
As regiões alaranjadas no mapa ao lado são os pontos do planeta onde a água do mar é mais quente. Por isso mesmo, estes são os lugares onde nascem os furacões. 
O furacão é o tipo de tempestade de maior extensão que existe na natureza. Quando acontecem, uma mesma região pode ser atacada durante dias por ventos de 120 km/h. 
Os furacões originam-se sobre mares e oceanos muito quentes. Em cima dessas regiões se formam enormes quantidades de ar quente que sobem em colunas. 
A massa de ar torna-se tão grande e compacta que passa a sofrer influência da rotação da Terra. É por isso que, ao subir, forma o movimento em espiral, de redemoinho. 
Quanto mais próximo do centro, maior é a velocidade de rotação do vento. 
Ar se mantém em movimento até atingir uma altura elevada, resfriando-se e sendo arrastado para fora do furacão.

A palavra hebraica traduzida por Espírito significa também vento, fôlego ou sopro. 
O sopro de Deus agitava a superfície das águas (Gn 1.2) como derruba as casas, arrasta carros, destrói plantações. 
Vento é para todos, mas o tornado é para alguns. 
Visto que os corpos ou templos espirituais deveriam ser edificados em Deus. Afirma em 1 Co 3.9, 16, 17 que vossos corpos são edifícios do Senhor, que devem ser edificados em Deus. 
Deus seja glorificado nos dois templos - espiritual e material. 
O templo material deve ser construído pelos operários com a ajuda do governo e também pelos moradores que pensavam em si mesmo para edificar as suas casas e deixando de construir um grande templo para a glória de Deus. O Senhor com um "assopro" o dissipei. Por quê?-diz o Senhor dos Exércitos; por causa da minha casa, que permanece em ruínas, ao passo que cada um de vós corre por causa de sua própria casa (Ag 1.9). 
Os ventos podem ser tornados (redemoinhos) ou ventania que destroem casas e plantações. 
Se na cidade tem um templo de Deus, que seja restaurado pelos moradores e que o templo seja maior do que o primeiro para adorar o Deus todo poderoso, senão os tornados irão voltar. 
Os moradores tem que se interessar em construir um grande templo para todos adorarem ao Senhor. 
Tornado passa e derruba as suas casas, e só comentam das suas casas na mídia, ao invés, de se preocupar também de ter uma grande casa de oração. 
O tornado não virá para derrubar as suas casas em volta quando estiver a casa de oração. 
O descaso em levar adiante a reconstrução do templo traz más colheitas, escassez de alimento e vestuário inadequado (Lv 26.46; Dt 28-68). 
Por isso, acima de nós os céus retiveram seu alimento, e a terra reteve os seus frutos. 
Convoquei uma seca sobre a terra e sobre os montes, sobre o trigo, sobre o mosto e sobre o óleo novo, sobre tudo o que o solo produz, sobre os homens e sobre o gado, sobre, sobre todo o trabalho de vossas mãos (Ag 1.10-11).



Postagens mais visitadas deste blog

A máscara caiu - Lucas 12.2

Não há nada escondido  que não venha a ser descoberto, ou oculto que não venha a ser conhecido (Lc 12.2). O significado é que nada escondido pela hipocrisia deixará de ser divulgado.  Hipocrisia é falsidade, dissimulação. Ato de fingir, ser o que não é para agradar a vida alheia. A corrupção é divulgada na mídia - licitação, nota fria, empresa fantasma, contrato superfaturado.  Aparências enganam, portanto será descoberta pelos próprios erros ou alheios - cúmplices.  Os falsos amigos acusam/denunciam e as máscaras caem.  No Tribunal de Justiça, o réu com dinheiros contrata advogados e suborna o juiz. É errado favorecer alguém no Tribunal, mas alguns juízes fazem isso até por pouco dinheiro (Provérbios 28.21; Pv 28.21). O suborno/propina corrompe o coração (Eclesiastes 7.7; Ec 7.7). Juízes desonestos se vendem por dinheiro e por isso são injustos nas suas sentenças (Provérbios 17.23; Pv 17.23).
Processos arquivados e como diz o ditado popular: tudo acaba em pizza.

Receba seu livramento!

Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus, e eu serei exaltado entre as nações e sobre a terra (Salmos 46.10). Quantas lutas e aflições, o coração fica inquieto, angustiado, às vezes, desanima pela demora de vir a resposta. Não temais, fique quietos e veja o livramento do Senhor, que Ele hoje vos fará (Êxodo 14.13).

Revelação e Profecia

Isaías significa salvação do Senhor, Deus é salvação. Ele profetizou 700 a.C que o menino vos será dado como Maravilhoso, Conselheiro, Deus Poderoso (Isaías 9.6). A virgem dará luz que se chamará Emanuel-Deus conosco (Isaías 7.14). A profecia se cumpriu (Mateus 1.18-23). Miqueias significa quem é como Deus. Profetizou a vinda e o nascimento de Jesus em Belém, pequena Cidade de Israel (Miqueias 5.2). O pastor e profeta Thiago Ramos é usado por Deus nas revelações e profecias que acontecem. Deus não é homem para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria? (Êxodo 23.19).