Parábola do caranguejo do mangue - Salmos 26.4

Não me associo com pessoas falsas, nem caminho como os hipócritas (Sl 26.4).
Hipócrita é fingido, dissimulado, demonstra ser o que não é, falso, mentiroso. 
O caranguejo do mangue é tirado pelo catador e colocado no cesto. O crustáceo sai se não fechar o cesto, ele sobe, mas quando é colocado outro caranguejo, o cesto pode deixar destampado porque o outro que vier a subir no cesto é puxado pra baixo. 
A parábola é narrativa, figura de linguagem de um pensamento usado para comparar um personagem com outro em realidade.
A parábola do caranguejo é que existe pessoas que são falsas, mentirosas que não querem te ver subir de vida.
Elas te põem pra baixo com palavras e atitudes.
Detesto a falsidade, mas amo a tua lei (Salmos 119.163).
E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz (1 Coríntios 11.14).
Portanto, não é surpresa alguma que seus serviçais finjam que são servos da justiça. O fim dessas pessoas será de acordo com o que as suas ações merecem. Fracos na carne, e fortes em Cristo (2 Coríntios 11.15).
Ditado popular: o pior inimigo é o falso amigo.
Cuidado com algumas amizades, cobra mata abraçando.

Resultado de imagem para cobra mata abraçando

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovelhas malhadas

Sacrifícios de tolo ou de justiça

A máscara caiu - Lucas 12.2