O sacrifício de Abraão - Gênesis 22.1-24

Abraão temeu ao Senhor que ouviu e obedeceu a voz de Deus.
Não negue a Deus pela perda do seu filho. Durante essa passagem da vida, tem momentos que as provas revelam se você teme, ama a Deus mais do que seu filho (Êxodo 20.20; Deuteronômio 8.2).
Se ama seu filho mais do que a Deus, é pecado de idolatria. 
Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que  a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é  digno de mim (Mateus 10.37).
Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi (Gênesis 22.2). 
Holocausto em hebraico é oferta queimada.
Isaque é a tipologia, prefigura o sacrifício de Cristo e o animal - cordeiro é a provisão de Deus para sacrificar (Gênesis 22.12).
Jesus é o cordeiro, o sacrifício do seu perdão, purificação do pecado. 
Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (João 1.29, 36).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovelhas malhadas

Sacrifícios de tolo ou de justiça

A máscara caiu - Lucas 12.2