A origem dos povos - Gênesis 10.21-32

Cam, filho de Noé é ancestral dos cananeus, ou melhor, teve seu filho Canaã (Gênesis 9.18).
Cam descobriu a nudez do seu pai Noé que rogou praga hereditária no seu neto Canaã que seria escravo de Sem (Gênesis 9.21-22, 25).
O pecado dos pais, e a maldição herdada para os filhos podem ser quebradas pelo perdão e libertação em Jesus (Êxodo 34.7; Números 14.33).
Cada pessoa morre pelo seu próprio pecado (Deuteronômio 24.20; Ezequiel 18.4).
Jesus curou um cego que não enraizou pelo seu pecado nem dos pais (João 9.1-3).
Não descobrirás a nudez de teu pai e de tua mãe (Levítico 18.7).
Os semitas, descendentes de Sem dominaram o território de Canaã e ficaram por escravos (Gênesis 9.26).
Canaã é o nome da atual Cidade no Estado da Palestina, Faixa de Gaza, Colinas de Golã, Cisjordânia em Israel (Gênesis 11.31; 1 Samuel 13.19; Ezequiel 11.18; Mateus 2.20).
Os gregos e romanos preferiram chamá-lá de Palestina, termo derivado do apelativo de filisteus, pelo qual era conhecido o povo que habitava a costa do Mediterrâneo.
Semitas e os de Canaã entram em conflitos pelo território dominados pelos judeus cedido a bênção de Noé.
Sem eram chamados de Héber (Gênesis 10.24, 25; Gênesis 11.14-17).
Héber é ancestral dos hebreus, nome hebraico.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovelhas malhadas

Sacrifícios de tolo ou de justiça

A máscara caiu - Lucas 12.2