Cair no Poder e Repouso do Espírito

Entrai por suas portas com ações de graças e nos seus átrios, com hinos de louvor, rendei-lhe graças e bendizei-lhe o nome. Porque o Senhor é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração em geração, a sua fidelidade (Salmos 100.4-5; Sl 100.4-5).
Ação de graça é oferecer gratidão a Deus - louvar, testemunhar.
O mover de Deus é falar em novas línguas (Atos 2.13-16; At 2.13-16), é operar sinais prodígios/maravilhas. Estevão, um homem muito abençoado por Deus e cheio de poder, fazia grandes maravilhas e milagres entre o povo (Atos 6.8; At 6.8). Os sinais seguem aos que crerem (Mateus 16.17; Mt 16.17).
Como a pessoa está cheia do poder com a vida destruída, vive de favor ou pedinte - pedidor, aquele que mendiga, não tem testemunho para glorificar, oferecer ação de graça ao Senhor e diz "CAIR NO ESPÍRITO, REPOUSO DO ESPÍRITO" não tem respaldo bíblico!
Entrar na casa de oração (Mateus 21.13; Mt 21.13) para louvar, testemunhar (Salmos 92.1-2; Sl 92.1-2; Salmos 100.1-2; Sl 100.1-2; Atos 2.46-47;  At 2.46-47) a todos que invocam ao Senhor Jesus Cristo (1 Coríntios 1.2; 1 Co 1.2).
Vamos comparecer diante dele com ações de graças, cantando alegres hinos de louvor (Salmos 95.2; Sl 95.2).
Agradeçam a Deus, o Senhor, anunciem a sua grandeza e contem às nações as coias que ele fez (1 Crônicas 16.8; 1 Cr 16.8).
Orem e louvem a Deus, não percam tempo girando, aproveitem o tempo para ouvir e ter fé (Romanos 10.17; Rm 10.17).






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovelhas malhadas

Sacrifícios de tolo ou de justiça

A máscara caiu - Lucas 12.2