Pedro e João na porta formosa

E disse Pedro: não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda (Atos 3.6).
Pedro não tinha dinheiros e nos dias atuais a pessoa vale o que tem ou considera homem de Deus com patrimônios, alta posição social, cargo, dinheiros, ou seja, vale o tem e não vale o que prega.
A Lei de tua boca vale, para mim, muito mais do que milhões de ouro e prata (Salmos 119.72).
O coxo da porta formosa olhou para ele na esperança de receber pequenos valores, moedas, trocados, sobra.
A cura vem de uma doação maior e valiosa do que ouro e prata. Essa é a única dracma/moeda que compra  à saúde.
O coxo da porta formosa procurava uma dracma, moeda e encontrou a dracma perdida que segundo a parábola é a salvação e alegria (Lucas 15.8-10).
Deus levantou o caído, prostrado no chão e alegrou dando lhe o milagre.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovelhas malhadas

Sacrifícios de tolo ou de justiça

A máscara caiu - Lucas 12.2