Dízimo - Salmos 24.1

Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam (Êxodo 19.5; Sl 24.1; Salmos 50.12; Salmos 89.11; 1 Coríntios 10.26).
Os recursos naturais nos dão vida pela água, comida e trabalho, renda.
Levitas, israelitas, gentios dependem de Deus para abrir janelas do céu para derramar chuva.
Água, terra em boa condição de plantar e colher, abençoa tanto os israelitas e estrangeiros.
A necessidade fisiológica e espiritual é suprida pela concordância praticada voltada a Deus e o mesmo voltará  a vós.
Agraciados por Deus pela chuva e fertilidade (Malaquias 3.6-12).  
Pois a terra que absorve a chuva, que cai frequentemente e dá colheita proveitosa àqueles que a cultivam, recebe a bênção de Deus (Hebreus 6.7).
Mas a terra que produz espinhos e ervas daninhas, é inútil e logo será amaldiçoada. Seu fim é ser queimada (Hebreus 6.8). 
O dizimista faz a prova e será provado (Malaquias 3.10).
Dez por cento da fonte de renda para manter o mantimento na Casa de Deus (Malaquias 3.10).
Mantimento é o pão  que simboliza a Palavra do Senhor (Mateus 4.4).
Os levitas recebiam tanto espiritual e material.
A Ciência, o trabalho, profissão  se multiplicaram e Deus abençoa o trabalho de suas mãos.
Uns mexem com alumínio,  ferro, vidro ou copos, frutas ou sucos, madeiras ou móveis.
O primeiro trabalho de Adão era cultivar a terra (Gênesis 3.17-19).
Cultivar é fertilizar, preparar a terra para que ela produza. Fazer nascer e se desenvolver uma planta.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovelhas malhadas

Sacrifícios de tolo ou de justiça

A máscara caiu - Lucas 12.2