Profecia para Síria - Isaías 17.1-3

Advertência contra Damasco, que deixará de ser cidade, vai se tornar um monte de ruínas (Isaías 17.1).
Suas cidades serão abandonadas; serão entregues aos rebanhos que ali deitarão, e ninguém os espantará (Isaías 17.2).
Efraim deixará de ser uma fortaleza, e Damasco uma realeza; o remanescente de Arã será como glória dos israelitas, anuncia o Senhor dos Exércitos (Isaías 17.3).
Desde os dias de Davi, sírios de Damasco eram inimigos frequentes de Israel (2 Samuel 8.5; 1 Reis 22.31).
Os radicais são atacados pelos israelenses e também se matam entre si nos arredores orientais de Damasco - cidade, capital da Síria.
Efraim (= duas vezes frutífero). Segundo filho de José (Gênesis 41.50-52); pela bênção de seu avô, Jacó, chegou a ser mais importante na história de Israel que seu irmão mais velho, Manassés (Gênesis 48.1).
Território no qual foram localizados por Josué os descendentes de Efraim (Josué 16.1).


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovelhas malhadas

Sacrifícios de tolo ou de justiça

A máscara caiu - Lucas 12.2